Algumas palavras...

"O Céu é um grande livro, aberto, pelo amor de Deus, à inteligência do homem." Dr. Serge Raynaud de La Ferriè

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dos Planetas Retrógrados


RETRÓGRADOS E MAGNETISMO
Não há nada no universo que não possua qualidades magnéticas. Sabe-se que o próprio pensamento atrai pensamento semelhante.
Cada indivíduo tem suas próprias energias magnéticas baseadas inteiramente sobre como é usada a combinação de seu horóscopo planetário. Todas as configurações atraem determinadas coisas e ao mesmo tempo repelem outras. Assim, todo o mundo se encontra numa condição, ao mesmo tempo, positiva e negativa.
No horóscopo individual, alguns planetas estão colocados num ponto de radiação onde constantemente liberam suas energias para o mundo. Outros estão colocados como pontos de absorção através dos quais o indivíduo é capaz de assimilar a compreensão que ele necessita do universo.
Na verdade, a maneira como o indivíduo usa seus planetas é que determinará suas qualidades magnéticas a cada momento, acima e além da qualidade magnética básica do planeta. Portanto, mesmo os planetas que absorvem, podem irradiar, dependendo de como o indivíduo estiver polarizado naquele momento particular.
Quando uma pessoa está com muita energia, além da que necessita no momento, a maioria de seus planetas atua como radiadores e ela se torna um doador para as outras pessoas. Em condições opostas, quando uma pessoa dispõe de menos energia da que necessita para atuar, seus planetas tornam-se receptores, tirando de outros a energia que lhe falta.
O homem possui a habilidade de realmente controlar, de momento a momento, seu próprio campo magnético! Para verificar isto, consideremos o planeta Vênus, que é negativamente magnetizado e geralmente é considerado como um receptor. Mesmo assim, quando o indivíduo tem, através de todos os seus outros planetas, mais energia do que precisa em determinado momento, ele usará seu Vênus para irradiar amor a outras pessoas. O mesmo se aplica a Marte, freqüentemente tido como agressivamente masculino e egocêntrico. Nas mesmas circunstâncias, quando um indivíduo tem mais energia do que necessita, ele usa seu Marte para dar energia aos outros.
Isto acontece com todos os planetas. De momento a momento, e dia a dia, cada planeta é, em parte, radiador e, em parte, receptor.
Para a Astrologia é importante saber até que ponto um planeta exerce domínio sobre outro, em determinado momento da vida de um indivíduo; e o Astrólogo tenta usar sua habilidade da melhor maneira, para ensinar as pessoas como usar seus planetas de ambas as maneiras.
Quando um indivíduo é capaz de usar todos os seus planetas, como receptores ou radiadores, mudando suas polaridades como for necessário, ele não precisa de um estudo de seu horóscopo. Mas raramente isto acontece num estudo de Astrologia. Geralmente, o indivíduo está absorvendo ou irradiando a mais ou a menos na maneira de combinar e harmonizar todas as energias planetárias de seu mapa. Para o leigo, isto é explicado como a existência de problemas pessoais com os quais não sabemos lidar. Para o Astrólogo, é apenas uma polarização de energia magnética e, tão logo se possa fazer o indivíduo entender e desenvolver um controle sobre seu próprio campo de força magnética, muitos de seus problemas pessoais milagrosamente desaparecem!
Não há dúvida de que o campo de força criado pelos planetas Retrógrados, com o qual o indivíduo tem que lidar, é diferente daquele dos planetas em movimento direto. A falta de compreensão deste campo de força é que tem feito com que tantos indivíduos experimentem dificuldades pessoais nesta área.
A tendência geral é o indivíduo tentar usar seus Retrógrados exatamente da mesma maneira que está usando seus planetas que estão em movimento direto. E quando isto não funciona, ele fica dividido em vários estados que não têm relação entre si e que podem resultar numa desordem generalizada.
Com os planetas em movimento direto, é muito fácil para o indivíduo mudar, a cada momento, a ênfase da energia planetária dentro de si mesmo, enquanto todo o seu próprio padrão de energia aumenta e diminui. Entretanto, quando tenta fazer o mesmo com seus planetas Retrógrados, ele inesperadamente se vê numa situação bem diversa.
Primeiramente, ele está, num dado momento, atravessando parte do tríplice Processo Retrógrado. Ele está:
1.      saltando à frente de si mesmo, tentando viver o futuro agora;
2.      no processo de viver o futuro experimentando sentimentos como se já tivesse estado lá;
3.    repetindo mentalmente a primeira fase e, assim, revivendo, realmente, a expectativa de um futuro que já aconteceu.
Quando o indivíduo está na Fase I (saltando à frente de si mesmo para tentar viver o futuro agora) lhe é quase impossível usar o planeta Retrógrado negativamente, pois está tentando usar toda a sua energia para se impulsionar para a frente. Desta maneira, durante esta Fase ele irradia exteriormente, para que possa se magnetizar em direção a todas as pessoas e condições que proporcionarão a experiência do futuro.
Durante a Fase II (quando está realmente vivendo a experiência) ele freqüentemente não tem consciência da Fase I, onde ele, na realidade, a anteviu; mas experimenta mais sensações de déjà-vu do que os indivíduos com planetas em movimento direto. Em outras palavras, ele tem a sensação de saber que já viveu isto antes, mas não sabe exatamente como, quando ou por quê. É esta ambivalência que cria uma vibração cruzada onde ele está atuando negativa e positivamente ao mesmo tempo. Parte dele está irradiando positivamente seu desejo de completar a experiência, enquanto a outra parte está negativamente procurando absorver a compreensão do porquê da experiência parecer repetitiva. Naturalmente, é durante esta fase que o indivíduo é menos compreendido pelos outros.
Finalmente, na Fase III, onde está mentalmente repetindo a expectativa de um futuro que ele já viveu, fica completamente fora de sincronização de tempo com o resto do mundo, pois se esforça para reabsorver os indivíduos e as circunstâncias que o trarão de volta ao seu passado. Nesta fase, ele é mais compreensível, mas também é como se tirasse energia dos outros, pois praticamente não a irradia.
E interessante notar que as Fases I e II — a tentativa de viver no futuro e a vibração cruzada de futuro-passado — são tão íntimas do indivíduo que a Astrologia dificilmente as percebe como características dos Retrógrados. Ao contrário, tem sido sempre a Fase III do Processo Retrógrado (a característica de rever o passado ou demorar-se nele) a que sempre foi a mais visível. Talvez isto aconteça não apenas porque é nesta fase final que o indivíduo gasta a maior parte de seu tempo, mas também reage de uma maneira perceptivelmente diferente da sociedade em geral.
...Quanto mais Planetas Retrógrados um indivíduo tiver, mais ele fica introspectivo e desenvolve toda uma outra vida dentro de si mesmo, que freqüentemente pode ser oposta à que tem que viver exteriormente para ser aceito pela sociedade. O que ele compreende sobre si mesmo e sobre o mundo é muitas vezes inexprimível para os outros...
Por Martin Shulman
Do Livro “Astrologia Cármica – Vol II; Planetas Retrógrados”


MERCÚRIO RETRÓGRADO
A função mental é interiorizada. Primeiro você deve analisar as informações e relacioná-las com suas próprias experiências, aprimorando sua compreensão (Virgem), antes que os recursos eficazes de comunicação sejam desenvolvidos (Gêmeos). Geralmente, Mercúrio em movimento retrógrado, através de Marte, assinala uma reconstrução da personalidade.

Mercúrio Retrógrado - contemplação; mente focada para o interior; Analítico e auto-crítico; subtileza psicológica; falta de atenção para o detalhe exterior; dificuldade de comunicação; sentimento de ser incompreendido; interesses literários; aprendizagem por "absorção", etc...

Este é o planeta da capacidade de raciocínio, da mente e da comunicação. Quando está retrógrado, o processo de pensamento parece ser mais profundo e mais sensível. Existe uma certa capacidade inata de estabelecer uma relação com os sentimentos e pensamentos dos outros, diminuindo a probabilidade de que se tire conclusões apressadas. Muitos escritores têm Mercúrio retrógrado, porque para muitos deles é mais fácil expressar-se por escrito do que verbalmente. Algumas pessoas parecem ter dificuldades para explicar suas motivações ou sentimentos e se refugiam no silêncio, enquanto outras tornam-se particularmente hábeis na expressão de suas necessidades, depois que amadurecem e têm oportunidade de tentar eliminar a sua falha na comunicação. As escritoras Pearl Buck e Zelda Fitzgerald e o ator Charles Boyer têm Mercúrio retrógrado.

VÊNUS RETRÓGRADO
Seus valores devem ser interiorizados, o que a princípio, dificulta sua expressão. Será difícil reconhecer o próprio valor (Touro) enquanto você não tiver desenvolvido interesse legítimo pelos outros e não houver conseguido as respostas que os relacionamentos propiciam (Libra)

Vênus Retrógrado - valores estéticos muito próprios; dificuldade em expressar afetos; receio da intimidade e do amor; procura do amor perfeito, ideais irrealistas; tendência a ter relacionamentos pouco convencionais; desenvolvimento do seu próprio sistema de valores; etc...

Esse é o planeta do afeto, do impulso social e dos valores. Quando está retrógrado, nem sempre o indivíduo é capaz de demonstrar amor e afeto, por mais profundos que sejam seus sentimentos. A simples demonstração é difícil. O nativo pode ser tímido. O processo de amadurecimento pode ser lento; conseqüentemente, a abordagem do amor pode ser imatura. Ou, então, a pessoa pode ter uma atitude imediatista em relação ao amor e ao romance, caracterizando a ninfa ou o sátiro. A ex-primeira dama Mary Todd Lincoln, o ator Warren Beatty e o advogado dos consumidores Ralph Nader são exemplos de Vênus retrógrado.
 
MARTE RETRÓGRADO
Marte Retrógrado - ação inibida; dificuldade em ser assertivo e ter iniciativa própria; falta de competitividade; passivo-agressivo (raiva reprimida); dúvidas quanto à sua própria capacidade; o medo de assumir riscos; inibição sexual; etc...

Esse é o planeta da ação, da energia e da iniciativa. Quando Marte está retrógrado, a pessoa tende a ser menos competitiva, a menos que a competição seja consigo mesmo. Poderá dizer: "Nadei dez voltas hoje, amanhã vou nadar quinze." Como grande parte da ação é voltada para si mesmo ou para o interior, seu impulso pode parecer mais lento. Esse indivíduo é mais premeditado e em geral elabora tudo intimamente antes de agir abertamente. Dessa forma, é capaz de evitar armadilhas e, assim, rapidamente supera o executante resoluto. O uso negativo pode levar à ação apressada, tomando necessário refazer. o que já foi feito. O bandido Al Capone, o líder dos direitos civis Martin Luther King e a artista de strip-tease Gypsy Rose Lee têm Marte retrógrado.

JÚPITER RETRÓGRADO
O anseio social interioriza-se e há uma transformação interior de crenças condicionadas. Lições de confiança e comprometimento com suas crenças íntimas (Peixes) possibilitam a readaptação de princípios e expectativas sociais condicionadas (Sagitário). Júpiter, como também Saturno retrógrados, envolvem a reformulação de atitudes e condicionamentos sociais.

Júpiter Retrógrado - desenvolvimento de crenças próprias; alterna otimismo com pessimismo; pouco sociável; expansão voltada para o seu próprio interior; muito filosófico; etc...
Júpiter retrógrado. Júpiter é o planeta da expansão, do otimismo e do idealismo. Quando Júpiter está retrógrado, o indivíduo forma suas próprias crenças religiosas e filosóficas, seus ideais e até mesmo sua moral, em vez de simplesmente aceitar o que lhe é ensinado. Procura respostas intuitivas e as encontra bem no fundo de si mesmo. Também é capaz de ver o panorama geral, em vez de se perder nos detalhes. Freqüentemente encontra formas de expressão negligenciadas pelos outros. A atriz Carol Burnett, por exemplo, tem Júpiter retrógrado em Virgem na sexta Casa do trabalho, regendo a nona e a décima Casas, da filosofia e da profissão. Carol tirou proveito dessa configuração encontrando seu lugar adequado como comediante, mas é claro que a conjunção entre Júpiter e Netuno ajudou-a nesse esforço criativo. A mãe do presidente John F. Kennedy, Rose Kennedy, e o inventor Guglielmo Marconi são outros exemplos.
 
SATURNO RETRÓGRADO
Você deve ter a consciência do próprio lugar dentro do grupo e da sociedade (Aquário) antes que lhe seja conferida autoridade pessoal (Capricórnio). É preciso que você reestruture seu ego social a partir do que lhe ensinaram ser (Capricórnio) expressando sua própria individualidade (Aquário) antes que saiba o lugar que lhe cabe na sociedade.

Saturno Retrógrado - forte resistência; rigidez, dificuldade em mudar; auto-controlado; falta de ambição, por medo e dúvidas quanto às suas capacidades; solitário; dificuldade em lidar com autoridades; pode ter tido uma figura paterna "fraca"; tendência à depressão, etc...

Saturno é o planeta da disciplina, o mestre, e rege o impulso de segurança e proteção. Quando está retrógrado, mais do que os outros planetas discutidos até aqui, é o principal exemplo de espontaneidade e firmeza de propósito. Como está implícito em sua natureza, um mestre pode abrir novos horizontes, fazer com que você se prepare para as coisas e goste da disciplina resultante; alternativamente, você pode se sentir frustrado, preso, seguro, se ficar ressentido com o professor e lutar contra o processo de aprendizado. No caso de Saturno, a diferença não está apenas no signo, Casa e aspectos, mas na sua própria resposta. Portanto, quando está retrógrado, o efeito pode ser o contrário. O uso negativo pode levá-lo a sentir-se inseguro ou até inferior, porque, quando se olha interiormente, você não gosta do que vê. Teme a rejeição e assim se expõe o menos possível a situações que possam resultar em recusa ou fazê-lo sentir-se recusado. Parece que você precisa de constante estímulo e carece da ambição em geral inata em Saturno. Entretanto, com o uso positivo, você olha para dentro de si mesmo e estabelece desde cedo, com razoável clareza, quem é, para onde vai e como vai chegar lá. Você está mais disposto a atingir seus objetivos de forma tranqüila e discreta — mas você os atinge! Algumas pessoas podem considerá-lo sério demais; a verdade é que você tem senso de humor, porém voltado para si mesmo. A poetisa Emily Dickinson, o cientista Albert Einstein e o escritor Thomas Mann têm Saturno retrógrado.
 
URANO RETRÓGRADO
Você precisa transformar impulsos rebeldes (Aquário) através da disciplina (Capricórnio). Em vez de demolir velhas estruturas (Aquário), você precisa entrar no sistema (Capricórnio) e transformá-lo a partir de dentro.
Os planetas exteriores mais distantes e lentos (Urano, Netuno e Plutão), quando retrógrados, transformam o inconsciente e parecem, portanto, menos óbvios de um ponto de vista pessoal.

Urano Retrógrado - pensamento progressista; convencional para o exterior, mas inconvencional para si próprio; original e inventivo; alto nível de tensão interna e nervosismo; necessidade de liberdade; rebelde; necessidade de mudança; etc...

Aqui estamos lidando com o planeta da liberdade, o despertador. Quando Urano está retrógrado, seu direcionamento para dentro reforça o impulso de ser diferente, de romper as cadeias da tradição, e isso precocemente. A necessidade de ser especial ou único é reforçada. A necessidade de conseguir liberdade pessoal, estranhamente, gera o impulso de dominar os outros. Muitos políticos, chefes de Estado, ditadores e líderes sociais têm Urano retrógrado. Até que ponto conseguem dominar depende, naturalmente, do posicionamento de Urano no mapa; sem dúvida, ter Urano retrógrado numa Casa angular ajuda nesse sentido. Há inúmeros exemplos de líderes políticos com Urano retrógrado: Adolf Hitler, Winston Churchill, Franklin D. Roosevelt, Lyndon B. Johnson, Nelson Rockefeller, Robert Kennedy, Hubert Humphrey.
 
NETUNO RETRÓGRADO
Você precisa desvendar os mistérios da vida procurando conscientemente entender a realidade ou a teoria (Sagitário) por trás de seus ideais (Peixes).

Netuno Retrógrado - Imaginação e criatividade elevada; dificuldade na expressão criativa; tendências escapistas, o "viver num Mundo de sonhos"; tendência a auto-desilusão; perder-se no caos interior; capacidade de devoção a um ideal; temperamento de auto-sacrifício e papel de mártir; etc...

Netuno é o planeta da intuição, da ilusão ou desilusão e do despertar espiritual. Os aspectos de Netuno assumem a máxima importância quando ele está retrógrado. Se Netuno estiver enevoado ou nebuloso por aspecto, o movimento para dentro não vai ajudar a esclarecer nada; pelo contrário, a pessoa pode viver num profundo mundo irreal de sonhos e se iludir completamente. A natureza de mártir de Netuno pode tornar-se mais forte, ou a pessoa pode achar que só tem valor quando se sacrifica pelo bem dos outros. Quando há aspectos positivos apoiando o Netuno retrógrado, a ação para o interior pode gerar enorme percepção relativamente precoce. Muitos artistas, compositores, poetas e personalidades religiosas têm esse posicionamento: os pintores Pablo Picasso e Toulouse Lautrec, os escritores Eugene O'Neill, Elizabeth Barrett Browning e Robert Browning, o psicólogo Cari Jung, a cientista Mme. Curie, o compositor Johannes Brahms.
PLUTÃO RETRÓGRADO
Sua necessidade de desempenhar um grande papel no mundo físico. Insatisfação até a identidade pessoal (Áries) ser transformada (Escorpião) e você se tornar a pessoa que deseja ser no íntimo.

Plutão Retrógrado - tendência a explosões emocionais, por repressão dos desejos e raiva; auto-destrutivo; energia direcionada para dentro; corajoso explorador da própria psique; resistência; auto-regeneração; temperamento compulsivo e obsessivo; etc...

Plutão é o planeta da transformação e da obsessão. Como Plutão fica retrógrado até seis meses por ano, quase a metade das pessoas o têm retrógrado. Portanto, é impossível atribuir tendências definidas a esse movimento. Você deve tentar determinar por si mesmo se observa características definidas comuns a essas pessoas. Pelo que observamos, só podemos afirmar que, como Plutão está muito distante e tem uma órbita muito errática, em geral seus efeitos são sentidos numa altura mais adiantada da vida. Parece que as crianças não reagem à natureza profunda e transformadora de Plutão, mas apenas à intensidade ou obsessividade inerentes ao planeta, que é uma manifestação externa. Portanto, a ação retrógrada, que exige uma observação do interior, não se manifesta, a não ser muito tempo depois da infância. A essa altura, entram em cena tantos outros fatores que é difícil apontar a ação retrógrada como malfeitora ou benfeitora.
 
QUÍRON RETRÓGRADO

Os planetas retrógrados são mais bem compreendidos de uma perspectiva magnética, de um ponto da energia, e  sua atividade é mais bem entendida conceitualmente  como uma dinâmica do tempo. Os planetas diretos são elétricos e fazem com que a energia carregue e se mova; os planetas retrógrados são magnéticos e puxam a energia para o mapa. Portanto, quando Quíron está retrógrado, ele atrai poderes de cura, iniciáticos e alquímicos. Examinando minhas pastas, notei que os clientes com Quíron retrógrado são mais atraentes, mais fascinados pela magia e pelo oculto e puxam essa energia para si. A dinâmica do tempo se refere ao fato de que os planetas retrógrados tenderam a funcionar simultaneamente no passado, no presente e no futuro. A curto prazo, no plano físico, essa dinâmica do tempo é confusa porque com os planetas diretos a ação simplesmente se inicia num ponto do tempo e segue em frente, sendo observada mais facilmente, mas desta vez a dinâmica empresta grande sutileza a psique.
Os planetas exteriores são mais freqüentemente retrógrados do que os planetas interiores; o Sol e a Lua nunca são retrógrados, é claro; pode-se afirmar que as energias dos planetas exteriores são mais sutis devido às fases retrógradas mais longas. A dinâmica do tempo chega a um nível extremamente sutil com Quíron. Os três aspectos da deidade na teologia druídica são Beli (futuro destruidor), Yesu (presente e Salvador) e Taran (passado e Criador). Essa tripla deidade está presente para aqueles que têm Quíron retrógrado. Isto é, eles se preocupam com o futuro e a significação das forças destrutivas; sentem a essência do presente, ou Salvador; buscam o significado esotérico do passado, ou criação. Essa é a música pela qual eles dançam, e quanto mais cedo conseguirem identificar o efeito que ela está tendo sobre sua consciência, tanto mais cedo podem colocar os fatos em perspectiva. Essa é uma profunda e intensa resposta ao universo, que oferece grande sabedoria e criatividade assim que é entregue à psique. A posição da Casa de Quíron retrógrado irá descrever o caminho da percepção desse poderoso vórtice de sensibilidade perceptiva.
“Quíron” – Bárbara Hand Clow



4 comentários:

  1. Sempre estou estudando neste site, muito bom e adoro essa música, qual o nome? Gratidão Namastê.

    ResponderExcluir
  2. Achei o artigo muito conciso e clarificador. Encontrei a explicação para muitos acontecimentos dolorosos na minha vida. Namastê.

    ResponderExcluir
  3. Olá, gostaria de saber se você trabalha com consultas. Gostei da clareza do artigo e gostaria de esclarecer alguns pontos do meu mapa.
    Aguardo retorno,
    Haysa.

    ResponderExcluir
  4. Agora lendo este artigo eu pude compreender muitos fatos na minha vida que agora vou levar com sabedoria, obrigado.

    ResponderExcluir